quarta-feira, 21 de agosto de 2019

CONHEÇA OS CANDIDATOS AO CONSELHO TUTELAR DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? ARI DE POÇO FUNDO

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Atualmente estou conselheiro tutelar e quero continuar o bom trabalho que venho prestando na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes em nosso município, com prioridade absoluta, direitos esses que estão estabelecidos no estatuto lei 8.069/90 (ECA). A minha atuação se dá diante de uma situação de ameaça ou de violação dos direitos com o objetivo de proteger a criança ou o adolescente que está em situação de vulnerabilidade.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? As políticas públicas são peças fundamentais para a sociedade, quando tratamos de crianças e adolescentes elas tem uma importância de muita relevância no dia a dia da infância e juventude em nosso meio social.

Segundo o artigo 86 do ECA, a política de atendimento dos direitos da criança e adolescente far-se-à através de um conjunto articulado de ações governamentais e não-governamentais, da União, Estado, DF e Municípios. O que demonstra ter sido adotado a teoria da proteção integral em quatro linhas de atendimento: políticas de garantia de direitos, de proteção especial, de assistência social e sociais básicas.

Desse modo, é necessário que todos se empenhem conjuntamente na implementação dos direitos legados a criança e adolescente, de forma absoluta e prioritária, tendo em vista que estes são sujeitos vulneráveis – em desenvolvimento. Na esfera municipal, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente é um órgão contido por representantes do Poder Executivo Municipal e membros da sociedade civil, responsável pela produção de projetos e controle das políticas públicas voltadas à criança e adolescente, além de registrar e zelar pelas entidades que atuam nesta seara. 

Outro órgão que atua principalmente frente a orientação e apoio familiar é o CONSELHO TUTELAR cujas atribuições priorizam o atendimento de crianças e adolescentes, bem como suas famílias com informação (artigo 136 do ECA), em aconselhamento e aplicação de medidas quando apresentarem situações de abuso, violência física ou emocional à criança e adolescente.


1 - NOME PARA A CÉDULA? Edimauro Torres

2- O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR O que me motivou a ser candidato a conselheiro tutelar foi a fato de que me identifico com a causa da infância e juventude, e por já ter exercido por duas vezes o cargo de conselheiro tutelar e vê que tenho muito a se fazer em pro da criança e juventude em nossa cidade,  coloquei meu nome a disposição de nossa sociedade.

3- O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES?  NÃO ENCAMINHOU



1 - NOME PARA A CÉDULA? Eduardo Bezerra

2- O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? O que me levou a querer disputar uma vaga no conselho tutelar foi, ver a situação de risco que vivem as crianças e adolescentes do nosso município, principalmente nas comunidades mais carentes, como a que eu moro (Santo Agostinho), e acho que posso contribuir para mudar essa realidade, garantindo o direito das crianças e adolescentes, que infelizmente muitas vezes tem sido negado.

3- O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Eu entendo por política pública de defesa do direito da criança e adolescente, um sistema de garantia que é assegurado pela lei 8069/90, (lei 8.069 de 13 de julho de 1990), sistema esse que é formado pela integração e a articulação entre o estado, as famílias e a sociedade civil, para garantir e operacionalizar os direitos das crianças e adolescentes;

Os atores desse sistema são: conselheiros tutelares; promotores e juízes das varas da infância e juventude, conselheiros de direito da criança e adolescente, educadores sociais, profissionais que trabalham em entidades sociais e nos centros de referência da assistência social (CRAS), policiais das delegacias especializadas, integrantes de entidades de defesa dos direitos humanos da criança e adolescente, entre outros.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Edson Ferreira

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  O que me levou a querer ser candidato, foi o convívio com adolescentes com poucas oportunidades na vida, com isso posso estender a mão e defender seus direitos como conselheiro tutelar

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Políticas Públicas é o Sistema de Garantia do Direito, é direito a educação, Saúde, lazer, cultura, esportes e etc.



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Eliane

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  Considero- me apta a exercer a função como conselheira tutelar por estar disposta a zelar e militar pelos direitos da criança e do adolescente, bem como promover e orientar o exercício destes.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Entende-se como política pública de crianças e adolescentes: Definições de ações Garantias de direitos e fortalecimentos a criança e adolescente, participação popular em conferências municipal, estadual e nacional,  Trabalho de redes de serviços, prevenção e enfrentamento  da violência contra a criança e adolescente e uma forma de inovadora de garantia na legislação brasileira  inserindo a criança e o adolescente como sujeito  de direitos.



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? ELIEL

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  INICIEI MINHA VIDA NA LUTA POR DIREITOS DE CRIANÇA DESDE 2001 QUANDO FUI COORDENADOR DA PASTORAL DO MENOR, ONDE JUNTO COM A IGREJA CATÓLICA BUSCÁVAMOS SOLUÇÕES PRA DAR DIGNIDADE A UM GRUPO DE CRIANÇAS DE RUA QUE ERAM DENOMINADOS COMO ‘PELEZINHOS’ A PARTIR DAÍ VI QUE PODERIA CONTRIBUIR JUNTO COM O PODER PUBLICO PARA GARANTIR A DIGNIDADE QUE CRIANÇA E ADOLESCENTE TEM DE DIREITO.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Política pública é uma ação que busca garantir/prevenir violações de direito de criança/adolescente por omissão da família ou do estado. POR EXEMPLO: a cidade está com grande número de crianças e adolescentes MENDIGANDO E VENDENDO ‘doces’ nos semáforos, esse exemplo é uma falta de política pública eficaz tirar essas crianças/adolescentes dessa situação



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Everton vetin de Poço Fundo

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Os amigos e colegas de trabalho que me incentivou e minha família, com isso como eu poderia colaborar somar para minha cidade. Com isso veio essa oportunidade à ser candidato ao conselho tutelar da minha cidade para contribuir para meu município de Santa Cruz do Capibaribe, das vilas de Poço Fundo, Pará, Cacimba de Baixo e de toda zona Rural 

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? São conjuntos de programas, ações e atividades desenvolvidas pelo Estado e municípios com a participação do público geral, com a orientação e fiscalizam os direitos da criança e adolescentes, previstos pelo ECA.



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Fabiana da creche

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Ajudar as pessoas é o que motiva e como conselheira tenho oportunidade de ampliar e garantir que os direitos de quem mais precisa sejam respeitados.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? São ações que visam a prevenção e garantia dos direitos de crianças e adolescentes.



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Fabíola Feitosa 

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Há 10 anos tenho feito um trabalho na igreja com o clube de desbravadores, isso despertou em mim o desejo de ajudar e lutar por crianças e adolescentes que não estão a meu alcance, e que poderiam estar precisando do meu esforço em lutar por eles. Senti o desejo de ajudar ainda mais, de ir além das paredes da igreja e buscar melhorias para muitos deles que estão sem perspectiva de vida melhor.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? É lutar pela igualdade de todo cidadão sem exceção alguma, garantindo os direitos e lutando pelo enfrentamento a desigualdade social. É defender as causas que assegura de forma ativa e eficaz uma vida digna ao cidadão e as crianças e adolescentes.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Flávio Júnior

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Foi a certeza que vou poder contribuir com tudo aquilo que preconiza o ECA.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? É um conjunto de ações articuladas para garantir os direitos das crianças e adolescentes executados por ONGS, instituições públicas ou privadas.



1 - NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Francieldo

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? A vontade de trabalhar com crianças e adolescentes, tendo em vista que muitos dos seus direitos são sempre violados e sei que eu tenho muito a contribuir com essa causa.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Que toda criança e adolescente possui seus direitos resguardados no código civil e em tratados internacionais, todas estas legislações levando em consideração seus desenvolvimento físico e psicológico.



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Valéria da Palestina

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Em ver a necessidade de mais mulheres no conselho, e poder contribuir muito mais com a sociedade.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? É onde a criança e o adolescente se torna sujeito de direito, onde se garantir a igualdade e valorização da diversidade na proteção.



1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Xavier Neto

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Trabalhar em prol dos direitos da criança e adolescentes

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Que devemos lutar com unhas e dentes para fazer valer o que está no estatuto da criança e do adolescentes, o eca, pois a criança e os adolescentes devem ser protegidos e preservados, não importa as circunstâncias.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Merinha de Piza nafulô

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? SABER QUE POSSO CONTRIBUIR COM A SOCIEDADE, MAIS CARENTE, QUE NECESSITA DE ORIENTAÇÕES, PARA AJUDAR AS FAMÍLIAS.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Eu entendo como uma necessidade de pensar em formas alternativas de cuidado a crianças e adolescentes está posta no cenário histórico e cultural do mundo e isto tem sido feito de diferentes maneiras em cada contexto. No Brasil, a assistência destinada a esses sujeitos sociais têm sofrido modificações significativas ao longo dos anos e situam-se no período da monarquia as primeiras práticas de assistência às crianças abandonadas. Por que a partir do século XX a imagem social da criança passa a sofrer modificações, e esta que antes era vista como ser angelical agora é associada ao termo “menor”, responsável pelas mazelas da sociedade.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Josy Nicácio

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Foi a falta de ter alguém para, lutar pelos meus direitos, quando era criança, por isso quero ter a oportunidade de fazer algo por quem precisa.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? São as Leis criadas, para garantir os direitos das crianças e adolescentes.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Juliana de Milonga

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Considero- me apta a exercer a função como conselheira por estar disposta a zelar pelos direitos da criança e adolescente, bem como promover e orientar o exercício destes.

Orientar, auxiliar e prevenir para que os direitos das crianças e adolescentes de nossa cidade não sejam violados e colocados em risco zelando assim pela integridade das mesmas.

Pretendo realizar promoções à prevenção do abuso e violência contra a criança e ao adolescente. Através de palestras, orientar pais, alunos, professores e comunidade a respeito dos direitos da criança e do adolescente, e além destes realizar um trabalho digno de conselheira tutelar perante aos que dele necessitar na população de Santa Cruz do Capibaribe. Tornando assim o conselho tutelar do município mais ativo, mais atuante.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Entendo que a política pública que o ECA aponta é uma forma de resgatar a cidadania e a dignidade de todas as crianças, não só das pobres. O Estatuto não é uma lei para a criança pobre. É uma lei para a criança brasileira. E no entanto parece que, quando falamos do Estatuto, só falamos das crianças pobres. Na verdade nenhuma delas tem todos os seus direitos garantidos. Faltam metas e parâmetros claros que nós queiramos atingir!


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Laércio Glicério

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Desde quando comecei o movimento em defesa da vida intrauterina há mais de vinte anos, alguns amigos me perguntavam “você defende o nascimento de crianças em situações difíceis?”  e depois que essas crianças nascerem o que fazer? E encontrei no ECA Estatuto da Criança e do Adolescente, a melhor forma de defender crianças recém nascidas dentro da legalidade.  

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Entendo que política pública é uma política em defesa da vida, Por ser a vida o bem mais precioso do ser humano e defender o nascimento de crianças, diminuído da desigualdade social sendo importante uma formação entre a infância e adolescência com direitos a saúde, educação, esportes e uma boa formação moral e religiosa; Isso é uma Política Pública que vai beneficiar toda a sociedade.


1 - NOME PARA A CÉDULA? Irmão Leandro

2- O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Por amor a causa, acreditando, no estatuto da criança e do adolescente. Que deve ser o nosso guia

3- O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Eu entendo que políticas públicas está ligado os direitos da criança e do adolescente, tendo em vista uma grande deficiência, quanto há aplicação.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Pr. Luciano Augusto

2- O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? O que me levou a querer disputa uma vaga no Conselho Tutelar deve-se à minha experiência pastoral, na qual convivo constantemente com problemas familiares, desde agressões verbais e, até mesmo físicas entre casais, chegando muitas vezes a separação ou divórcio.

Outro problema comum gira em torno de filhos envolvidos com drogas e, eventualmente com tráfico de drogas.

Como pastor o poder de ajudar estas famílias e pessoas de uma maneira mais eficiente é muito limitado. Como Conselheiro Tutelar e pastor, certamente a minha ação terá um reflexo muito maior naquilo que faz parte do meu dia a dia.


3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Entendo que Política Pública de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes é um dever do Estado. A política pública é definida com base na falta daquilo que é direito das crianças e adolescentes, nas injustiças praticadas contra eles e na exploração deles, seja trabalhista, moral ou sexual. Apesar de estar em vigor o ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, o cumprimento deste Estatuto fica ainda muito a desejar. Entendo que o Conselheiro Tutelar é este intermediário entre o que é lei (ECA) e o seu cumprimento.


1 - NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Marília Melo

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Despertei o interesse por causas sociais desde do início do meu curso de Direito. Sempre quis atuar de alguma forma em causas que me trouxessem a essência do bem comum. E disputar essa vaga do Conselho Tutelar pra mim está sendo um divisor de águas no que compete ao meu crescimento em todos aspectos.

3- O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Política Pública é aquilo que age através de uma delegação, para assim, influenciar de certo modo na vida dos cidadãos de uma forma mais abrangente e acolhedora. Formando assim, uma rede junto com os outros serviços assistenciais e obedecendo a demanda da população como um todo. Assegurando que a criança e o adolescente em estado de vulnerabilidade tenham seus direitos devidamente garantidos e executados como prevê o ECA.


1 - NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Marivaldo Andrade

2-O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? A experiência na área da infância e juventude me motivou a disputar no anseio de ajudar ainda mais na luta em defesa dos direitos das crianças e adolescentes.

3-O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Políticas públicas são atividades, ações programas, organizadas pelo Estado diretamente ou indiretamente que visam assegurar com prioridade absoluta os direitos das crianças e adolescentes.


1 - NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Monike Lira.

2- O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? O fato de trabalhar como psicóloga no CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), e lidar diariamente com todos os tipos de violação de direito, principalmente com a crescente demanda de crianças e adolescentes, me fez querer contribuir com a sociedade em um outro contexto, lutando pelo direito de garantia da criança e do adolescente.

3- O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES?

Eu entendo que as políticas públicas surgiram com intuito de criar leis e garantir direitos a população a partir de pessoas e instituições, uma garantia igualitária de distribuição de recursos sociais, tendo como propósito, promover qualidade de vida. Então, dessa maneira a ligação entre políticas públicas , defesa e direitos das crianças e adolescentes estão intrinsecamente ligados. Compreendendo que, numa sociedade desigual, com problemas de ordem coletiva que clamam dos poderes públicos atenção devida. É de suma importância criar e fazer valer leis que garantam os direitos das crianças e adolescentes que não respondem por si. Precisamos lutar por uma qualidade de vida, promovendo e contribuindo para um crescimento saudável e pleno, para que estes tenham oportunidades e se desenvolvam, tornando-se cidadãos.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Osiel Porfírio

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  Para acompanhar mais de perto e contribuir de forma direta para que seja cumprido os direitos das crianças e adolescentes de nossa cidade.

3- O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Políticas públicas para mim, são todas os programas ou mecanismos que contribuem de forma direta ou indireta para garantia de direitos, sejam eles; igrejas, entidades, ONGS, órgãos municipais ou até mesmo simples ações realizadas pela sociedade civil.


1- NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Renato Luiz

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  O desejo de trabalhar mais veemente na defesa dos direitos da criança e do adolescente, destacando a importância da família na formação do indivíduo.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? A linha ação política de atendimento e assistência que defende e faz valer o está no Estatuto da criança e do adolescente.


1 - NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Renê atleta

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  Para pode oportunizar as crianças e Adolescentes a ter uma qualidade de vida melhor e garantir seus direitos.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Far-se àtravés de um conjunto articulado de ações governamentais e não governamentais da União dos Estados do distrito Federal e dos municípios



1 - NOME QUE DEVE ESTAR NA CÉDULA? Rogério Félix

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR?  Dar continuidade ao trabalho que venho exercendo.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Art. 3º do ECA:  A criança e o adolescente gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-lhes, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade.


1 - NOME PARA A CÉDULA? Washington Aleixo

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Poder contribuir e lutar para que seja cumprido as normas do ECA.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Entendo como política pública de defesa dos direitos da criança e adolescente todo a rede que é formada para que se cumpra com os direitos e deveres que cabe a criança e ao adolescente fazendo com que tenham uma melhor qualidade em serviços prestado por órgãos governamentais e não governamentais.


1- NOME PARA A CÉDULA? Professor Valdemir Miranda


2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? A minha decisão em participar do processo da eleição do  Conselho Tutela/2019,é porque já trabalho com criança e adolescente na área educacional.

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? A política  pública da criança e adolescente é um dever de todos,


1- NOME PARA A CÉDULA? Zenilda enfermeira

2 - O QUE TE LEVOU A QUERER DISPUTAR UMA VAGA NO CONSELHO TUTELAR? Por me deparar com crianças e adolescentes diante de supostas situações de violação de direitos

3 - O QUE VOCÊ ENTENDE POR POLÍTICA PÚBLICA DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES? Deixa bem esclarecido que a criança e o adolescente tem direito à proteção à vida e a saúde mediante a efetivação de políticas sociais públicas, que permitam o nascimento e desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições de existência.

Amupe convoca prefeitos para Assembleia Extraordinária

Na próxima terça-feira 27/08, às 9h, no auditório da Associação Municipalista de Pernambuco - Amupe, a entidade promove uma Assembleia Extraordinária que tem como foco principal analisar a proposta da Reforma Tributária que o Governo Federal deverá enviar à Câmara nos próximos dias. A discussão conta com a presença do secretário estadual da Fazenda, Décio Padilha e Eduardo Stranz, assessor da CNM.

A pauta também se estende para outros encaminhamentos como a exposição sobre a Conferência Estadual de Clima, pelo secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Antônio Bertotti.  Pernambuco será sede em outubro próximo da Conferência Nacional de Mudanças do Clima e Energia Renováveis. Esse evento objetiva promover o diálogo, formulação de propostas e soluções de importantes temas que serão tratados na 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 25), a se realizar em dezembro deste ano, no Chile.
Também como pauta será tratada a Legislação e Regulamentação do Transporte Alternativo (Lotações). Para buscar soluções, os gestores vão ouvir Marília Bezerra, presidente da Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal- EPTI.
O presidente da Amupe, José Patriota vai atualizar os gestores sobre o andamento da  XIII Cúpula Hemisférica de Prefeitos e Governos Locais evento, Latino-Americano a ser realizado em março do próximo ano no Recife, com a coordenação da Amupe, Governo do Estado e CNM. 

Secretário da Fazenda do Estado anuncia pagamento de emendas parlamentares em audiência pública

O secretário da Fazenda do Estado, Décio Padilha (foto) anunciou o pagamento das emendas parlamentares que estiverem em programação de desembolso até o dia 15 de novembro. A declaração foi feita durante Audiência Pública da Frente Parlamentar da Execução dos Orçamentos Federal e Estadual da Assembleia Legislativa. Segundo Padilha, de janeiro a agosto deste ano já foram pagos cerca de R$ 9 milhões, restando mais R$ 13 milhões.
O secretário lembrou o esforço que o Estado vem fazendo para manter as contas em dia e considerou importante a parceria com o Legislativo. “O quadro Nacional nos traz limites, mas que esses limites que foram apresentados aqui, mesmo diante deles a gente vai fazer um nome esforço de ir atendendo, de ir melhorando as demandas apresentadas pelas emendas parlamentares.”
Coordenador da Frente Parlamentar, o deputado Alberto Feitosa, do Solidariedade, criticou o governo do Estado por não cumprir o acordo feito em março deste ano, no qual firmou o compromisso de publicar um calendário com a programação de pagamento das emendas. 
O parlamentar disse reconhecer a influência da crise financeira, mas considerou um descaso a ausência de justificativa para a não liberação dos pagamentos. “Ninguém aqui é alienígena que não saiba que nós estamos vivendo uma grande crise econômica,  mas também aqui ninguém alienígena e ninguém é inocente político que quando se faz alguns esforços, priorizam e se faz acordo. Se não dá para pagar 100%, se paga metade ou se paga 70%. Ou se não dá para pagar nada, também vamos fazer um acordo. Mas o que não pode é o silêncio, o descaso.”Feitosa ainda destacou que a maioria das emendas parlamentares é destinada a obras e ações sociais fundamentais para os municípios. 
Duas outras reuniões da Frente para discutir o pagamento das emendas parlamentares vão ser agendadas: uma com a participação dos secretários de Planejamento e da Casa Civil e outra com a participação dessas secretarias e também da Secretaria da Fazenda.
Fonte: Rádio Alepe

Práticas esportivas com animais ganham novas regras em Pernambuco

Comissão de Esporte aprovou, nesta quarta, projeto de lei que visa regulamentar as práticas de cavalgada, cavalhada e pega de boi no mato em Pernambuco. As regras estabelecidas na proposta buscam garantir o bem-estar dos animais, assim como a segurança dos participantes e do público que acompanha estes eventos, sejam eles recreativos ou profissionais.
Proposta pelo deputado Clovis Paiva, do PP, a matéria exige que os organizadores destas atividades obtenham autorização prévia da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro). Impõe, ainda, que os responsáveis implantem medidas de proteção à integridade física de vaqueiros, cavaleiros, amazonas e animais.
As novas regras proíbem a utilização de objetos cortantes e de choque na lida com os bichos, e a participação de animais que apresentem ferimentos ou sangramentos. Para o relator da matéria, deputado Aglailson Victor, do PSB, a regulamentação destas práticas fortalece a cultura e a economia do Estado: E esse projeto visa a fortalecer não só a economia, como também o esporte, não esquecendo do bem-estar animal”.
Ainda de acordo com o projeto, qualquer maltrato proposital aos animais vai acarretar a responsabilização civil e criminal da pessoa diretamente envolvida na ocorrência, na forma da legislação aplicável. 
Fonte: Rádio Alepe 

INFORME

Intolerância à lactose é a incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Ela ocorre quando o organismo não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra e decompõe a lactose, ou seja, o açúcar do leite.

É importante estabelecer a diferença entre alergia ao leite e intolerância à lactose. A alergia é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de uma porção, por menor que seja, de leite ou derivados. A mais comum é a alergia ao leite de vaca, que pode provocar alterações no intestino, na pele e no sistema respiratório (tosse e bronquite, por exemplo).

A intolerância à lactose é um distúrbio digestivo associado à baixa ou nenhuma produção de lactase pelo intestino delgado. Os sintomas variam de acordo com a maior ou menor quantidade de leite e derivados ingeridos.

Para descobrir se VOCÊ TEM ESSA INTOLERÂNCIA basta fazer o exame conosco. Informações pelo telefone (81) 3731-7731.

terça-feira, 20 de agosto de 2019

SÃO 23 VAGAS DE EMPREGO PARA O DIA 21 DE AGOSTO EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE


A AGÊNCIA DO TRABALHO DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE FICA NA RUA MAESTRO ALEXANDRE, 93. TELEFONES: (81) 3759-8236 OU 3759-8235

Talk Show de Direito será realizado em Caruaru nesta próxima quinta-feira

No dia 22 de agosto, Caruaru vai sediar o I Talk Show de Direito Administrativo e  Constitucional, com os professores que são fenômenos nacionais: Matheus Carvalho e Flávia Bahia. Será no auditório do Senac Caruaru, a partir das 19h. O evento é uma realização do Instituto do Nordeste das Relações e Experiências de Consumo (Inordecom) em parceria da OAB Caruaru, por meio da Comissão de Direito Constitucional e com o Instituto de Direito Público e Eleitoral de Pernambuco (IDEPPE).

As inscrições custam de R$ 70,00 a R$ 120,00 e podem ser realizadas através do link: 1talkshow.eventbrite.com

(Estudantes e advogados têm descontos diferenciados). Os participantes também terão a oportunidade de participar de sorteios.

É LEI EM PERNAMBUCO:

.....

INFORMATIVO

A Sessão Plenária que aconteceria nesta quinta-feira (22) foi antecipada para amanhã (21), às 10 horas da manhã no Plenário da Câmara de Vereadores com  transmissão ao vivo pela página da Câmara no Facebook --> https://www.facebook.com/camarascc/


Comissão de Educação da Alepe pede instalação de universidade estadual ou federal no município de Surubim

Com 19 municípios e uma população de 526 mil habitantes, o Agreste Setentrional (Bom Jardim  ,  Casinhas  ,  Cumaru  ,  Feira Nova  ,  Frei Miguelinho  ,  João Alfredo  ,  Limoeiro  ,  Machados  ,  Orobo  ,  Passira  ,  Salgadinho  ,  Santa Cruz do Capibaribe  ,  Santa Maria do Cambuca  ,  São Vicente Férrer  ,  Surubim  ,  Taquaritinga do Norte  ,  Toritama  ,  Vertente do Lério , Vertentes) precisa de uma instituição pública de Ensino Superior para atender suas potencialidades. A proposta, apoiada por gestores públicos, empresários e educadores da região, foi apresentada na audiência pública realizada pela Comissão de Educação da Alepe, nesta segunda.

A ideia é que seja implantada uma universidade estadual ou federal no município de Surubim. A prefeita Ana Célia destacou a importância do pleito para a população. “Só em Surubim são 550 jovens que saem toda noite pra Caruaru, pra Nazaré, pra Limoeiro,  em busca do Ensino Superior que não tem em nossa cidade.  Pela importância do que significa esse instrumento tão importante na transformação social, no desenvolvimento econômico, na inclusão social, na geração de renda, que tenha uma universidade de ensino, de pesquisa,  tudo isso é muito importante”.
O debate contou com a participação de professores como a vice-presidente da Comissão de Articulação Pró-Universidade, Horasa Andrade. “O que a gente constatou é que, de todas as regiões de Pernambuco, uma região que não tem nenhuma instituição de Ensino Superior pública e presencial é o Agreste Setentrional.  Nessa região são 19 municípios. Desses 19 municípios, tem três bem populosos, e desses populosos, tem os que geram muita renda, que movimentam a economia do Estado. E carecem, vamos dizer assim, de pessoas especializadas para trabalhar no sentido de algumas tecnologias de ponta”.
Segundo o deputado Professor Paulo Dutra, do PSB, um dos encaminhamentos da audiência pública é reservar recursos na Lei de Diretrizes Orçamentárias para que a UPE possa abrir um campus na região do Agreste Setentrional. Ele avaliou positivamente os debates. “Pra gente é muito importante porque é um movimento que não começou agora, é um movimento que vem se fortalecendo, e a audiência pública serve pra isso: pra trazer mais adeptos. Tivemos aqui o prazer de ter outros deputados federais, como foi o caso de Túlio Gadelha, se engajando nesse movimento, e que nós sabemos que precisamos do apoio da população”. 
Outra debatida é a possibilidade da criação de um campus federal em Surubim, além da solicitação ao Poder Executivo para envio de um documento para o MEC lançando o edital de Plano de Assistência Estudantil. 
Fonte: Alepe 

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Se você não consegue vir até o laboratório. Não se preocupe. NÓS VAMOS ATÉ VOCÊ REALIZAR A COLETA

VOCÊ NOS ENCONTRA NA📍Rua Júlia Aragão, 266, Bairro Novo (Rua da CDL), Santa Cruz do Capibaribe - PE. 📞 (81) 3731-7731.


Prefeitura de Caruaru lança seleção com 670 vagas para Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH)

A Prefeitura de Caruaru deu início a mais uma seleção simplificada. Serão 670 vagas para a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH), dando oportunidade para os candidatos de nível fundamental (204), médio (300) e superior (166).

As etapas do processo variam de acordo com o nível das vagas pleiteadas. No caso dos cargos de nível superior e médio, a seleção será realizada por meio de prova on-line, prova escrita e análise de título. Já para os candidatos de nível fundamental, o processo terá fase única, de análise curricular.

Todas as informações sobre o processo seletivo estão disponíveis no edital, no site www.selecoes.caruaru.pe.gov.br.

Manuela Marinho assume a presidência da Compesa

Pela primeira vez, em 48 anos de história, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) é comandada por uma mulher. Nesta segunda-feira (19), Manuela Marinho assumiu a gestão da companhia com o desafio de ampliar o abastecimento de água e esgotamento sanitário em Pernambuco, e uma perspectiva de R$ 1 bilhão em investimentos  em obras de abastecimento de água  e esgotamento sanitário para 2019. A presidência da Compesa foi repassada para Manuela Marinho por Roberto Tavares – que esteve na estatal por 12 anos, dos quais  quase nove como diretor-presidente - durante cerimônia ocorrida no Centro Administrativo Governador Eduardo Campos, sede da companhia, no bairro de Santo Amaro, Recife. A solenidade, em auditório lotado, contou com a presença da vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, da secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Seinfra), Fernandha Batista, e do presidente do Conselho Administrativo da Compesa, João Bosco de Almeida, além de prefeitossecretários de Estado e demais autoridades.


À frente de 7 mil colaboradores (diretos e indiretos), Manuela tem a missão de finalizar importantes obras hídricas estruturadoras, como a primeira etapa da Adutora do Agreste, que possibilitará abastecer com água da Transposição do Rio São Francisco 23 cidades, a maioria localizada na região Agreste. Para se integrar às tubulações da Adutora do Agreste, são executados empreendimentos grandiosos que transportarão água de uma região para outra, como a Adutora de Serro Azul, o Sistema dos Poços de Tupanatinga e a Adutora do Alto Capibaribe, essa última inclusive de alcance interestadual (vai levar água da Paraíba para Pernambuco). “A Compesa é uma das empresas mais desafiadoras do nosso Estado porque presta serviços essenciais que impactam diretamente na qualidade de vida de mais de sete milhões de pernambucanos em 172 municípios, além do distrito de Fernando de Noronha. Vamos trabalhar pelo fortalecimento da gestão, tocar os atuais projetos e criar novas oportunidades, tendo em vista que o saneamento é uma das grandes marcas da gestão de Paulo Câmara”, disse Manuela Marinho, que ao lado do governador, envidará esforços para formalizar o convênio de execução da segunda etapa da Adutora do Agreste, estimada em R$ 2 bilhões.


Ainda no interior, a nova presidente vai administrar obras de implantação de sistemas de coleta e tratamento de esgoto como as que são realizadas nas cidades de  Caruaru, Sanharó, Belo Jardim e Gravatá, todas no Agreste, que são alguns empreendimentos previstos no Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do rio Ipojuca ( PSA Ipojuca), recursos do Governo do Estado e Bid ( Banco Interamericano de Desenvolvimento) e no Programa de Sustentabilidade Hídrica de Pernambuco-PSH. Este último  abrange obras de esgotamento sanitário em Santa Cruz do Capibaribe e Surubim, além de execução de projetos para implantação de sistemas de esgoto em 11 cidades banhadas pelo Rio Capibaribe, recursos financiados pelo Banco Mundial ( Bird).




Já na Região Metropolitana do Recife (RMR), Manuela Marinho irá tocar obras que estão em andamento  para melhoria do abastecimento para a região do Ibura e dos Morros da Zona Norte, no Recife, para ampliação do Sistema de Suape-Ipojuca e também o projeto Olinda+Água, que tem o objetivo de estabelecer o fornecimento de água todos os dias para 15 bairros da cidade de Olinda, até o ano de 2021. Manuela Marinho ainda vai administrar a maior Parceria Pública Privada do país, a PPP do Saneamento de Pernambuco, o Programa Cidade Saneada. Iniciado em 2013, o programa tem a missão de ampliar de 30% para 90% a cobertura de esgotamento sanitário nas 15 cidades da RMR até o ano de 2037. Ao final do projeto serão aplicados R$6,7 bilhões, recursos públicos e privados, iniciativa que beneficiará 5 milhões de pessoas.

A nova presidente da Compesa é formada em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e pós-graduada em Engenharia de Segurança do Trabalho pela Universidade de Pernambuco (UPE). É auditora fiscal da Secretaria da Fazenda da Paraíba. Manuela Marinho foi convidada para atuar no Governo de Pernambuco em 2013, na gestão do então secretário da Fazenda, Paulo Câmara. Em 2016, assumiu a Secretaria Executiva do Programa de Desenvolvimento do Turismo de Pernambuco (Prodetur), onde permaneceu até 2018. Neste mesmo ano, passou a comandar interinamente a pasta de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco. Em 2019 foi designada pela secretária Fernandha Batista para gerir a área de Transportes da Seinfra. Após oito meses de gestão na nova pasta, Manuela Marinho foi convidada pelo governador para administrar a Compesa.

.

Feira de Noivas do Agreste chega a sua 15 edição

O Caruaru Shopping sediará, de 22 a 25 de agosto, a décima quinta edição da Feira de Noivas do Agreste. O evento acontecerá no Pavilhão de Eventos (piso superior), das 10h às 22h, da quinta ao sábado, e das 11h às 21h, no domingo. A entrada é gratuita.

Este ano, a feira comemora 15 anos e traz uma programação especial para festejar a data. Na quinta, abertura do evento, haverá coquetel, às 19h, para convidados. Para a ocasião estão programadas homenagens, bem como um documentário sobre os 15 anos da feira e um show room de noivas. A animação ficará por conta da apresentação da Orquestra Real.

Na sexta, o público poderá conferir desfiles de lingerie e moda festa, além
de show room de vestidos de noivas. Palestras e diversas apresentações musicais também fazem parte da programação.

Desfiles de noivas, de ternos e madrinhas fazem parte da programação do sábado. "Os desfiles terão assinatura de vários estilistas, entre eles, Aubério, do Recife. Na passarela estarão vários modelos feitos com renascença", adiantou Cleide Santos, promotora do evento. Apresentações de músicas e
palestras também acontecerão nesse dia.

O último dia da feira, o domingo, iniciará com apresentações musicais, a partir das 12h. Desfile infantil (pajens e daminhas), show room, desfiles de noivas e lingerie completam a programação.

De acordo com Cleide, uma limusine também estará na feira como opcional para as noivas. "Estaremos oferecendo tudo o que a noiva precisa para tornar esse dia inesquecível."

15 anos de sucesso

Cleide Santos chega a 15 edições tendo muito o que comemorar. "Começamos a feira com apenas 18 expositores e, nessa edição dos 15 anos, estamos com mais de 200 expositores (de Pernambuco e estados vizinhos), em diversos segmentos, como decoração, bolos e doces, música, convites, buffet, cabeleireiro e maquiagem, fotografia, filmagem, lembrancinhas, entre outros", festejou.

O espaço onde vai acontecer a Feira de Noivas do Agreste tem 10 mil metros quadrados, área climatizada e toda com carpete. Durante o evento, o público terá valores diferenciados. "Sem dúvidas é uma grande oportunidade para quem vai casar, pois vai encontrar, em um só lugar, tudo o que precisa para o grande dia. O trabalho da noiva será apenas jogar o buquê", finalizou Cleide Santos.

O Caruaru Shopping está localizado na Avenida Adjar da Silva Casé, 800, Bairro Indianópolis.

Moda Center é destaque no Bom Dia Pernambuco desta segunda (19)


A edição do Bom Dia Pernambuco desta segunda (19) destacou a movimentação da feira no Moda Center Santa Cruz.

O programa exibiu uma matéria do jornalista Franklin Portugal, sobre os investimentos em tecnologia de ponta na indústria têxtil do Polo de Confecções de Pernambuco. A modernização do setor tem motivado constantes visitas de executivos de multinacionais à região. Recentemente, empresários dos EUA e Japão estiveram em Santa Cruz do Capibaribe para alinhar detalhes sobre o funcionamento de alguns desses equipamentos em municípios com clima semiárido.

Após a exibição da reportagem, a jornalista Ana Rebeca Passos participou ao vivo direto do Moda Center, mostrando a movimentação dos clientes e a expectativa dos comerciantes. O gerente geral George Pinto também conversou com a reportagem.